MARCOS TRAD IGNORA DENÚNCIAS E NÃO SE EXPLICA PARA A POPULAÇÃO

Por Antonio Nogueira 23/06/2020 - 17:17 hs

BOCA FECHADA: OMISSO,  MARCOS TRAD IGNORA

DENÚNCIAS E NÃO SE EXPLICA PARA A POPULAÇÃO

Ao apagar das luzes da administração que começou a três anos e meio, o prefeito Marcos Trad (PSD) governa no estilo avestruz: mete a cabeça no buraco e faz de conta que não vê os problemas da cidade. Trad não resolveu a grande maioria dos problemas que recebeu e fica omisso, por exemplo, diante do caos do transporte coletivo, diante da falta de seguro para os passageiros e mesmo do próximo aumento da passagem, O Marquinhos fica calado. Não abre o bico. E como diz o antigo ditado popular: quem cala, consente.

Em outubro passado o Ministério Público Estadual denunciou que uma fila de pelo menos 41 mil pessoas esperavam por uma consulta especializada ou exame de diagnóstico . Marquinhos fez que não era com ele. Em novembro, o jornal “Correio do Estado” noticiou que uma pessoa  morreu na fila da saúde, mas Marquinhos continuou calado.

Foi denunciada em março de 2020 a indústria da multa, com 49 mil infrações de trânsito lavradas em apenas um mês, recorde nacional absoluto. Apesar das 5 mil CNHs canceladas naquele mês, o prefeito não deu satisfação à população.

Marquinhos Trad até hoje não explicou o atraso nas obras do Reviva Centro que gerou desemprego e fechamento de dezenas de lojas, muito menos se manifestou sobre a perda de 14.300 empregos com carteira assinada na Capital nos últimos 5 anos. O prefeito não fala  sobre ter transformado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico em barganha política, usando um cargo estratégico para a política de crescimento econômico para abrigar apaniguados.

Teve um caso de enorme repercussão no início do ano quando a Guarda Municipal atacou mulheres trabalhadoras com spray  de pimenta  e ameaçou senhoras com fuzil no Terminal Morenão, na presença de centenas de testemunhas. Nem naquele triste episódio de violação de direitos, o prefeito da Capital teve a coragem de se manifestar.    

Marquinhos está devendo até hoje uma explicação sobre a fatídica  compra sem licitação e em plena pandemia de máscaras de uma empresa inidônea de Aquidauana. A coisa era tão feia e foi descoberta a tempo que a Prefeitura depois de negar, teve que cancelar a compra. Mas  o prefeito, o responsável por cuidar bem do dinheiro público não deu um pio sequer sobre o assunto.

É uma total falta de respeito com a população de Campo Grande de parte do chefe do Executivo Municipal. Veja o caso dos bairros que estão totalmente abandonados: na abertura dos trabalhos legislativos deste ano, Trad foi disse que a sua gestão não tem dinheiro para asfaltar sequer um quilômetro de ruas com recursos próprios. E o que ele está fazendo com um orçamento de R$ 4,3 bilhões. Isso ele também não conta.